Participo hoje no Oi Futuro do projeto Vanguardas realizado pelo IETV.

O debate de hoje discute o processo e a obra.

Minha apresentação parte de três vertentes que aparecem com frequência em meus trabalhos:

O Processo como Acidente:

Obras que são resultantes de erros de programação, imprevistos de montagem, problemas de captação e edição.

O Processo como Estratégia:

Obras que se realizam pela participação do outro, que são eventuais, imprevisíveis e respondem mais a uma estratégia de agenciamento que a um plano definido.

O Processo como Investigação:

Obras que são estudos longos, subprodutos de reflexões sobre questões como o nomadismo contemporâneo, a mobilidade, a construção da paisagem e do território.

A versão web da apresentação está aqui:

O processo e a obra

Mais, lá:  Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo. Hoje, 24/02. 20hs